• Diego Schmitz

4 cuidados que o proprietário deve ter antes de alugar seu imóvel

Atualizado: 1 de set.


Só quem tem imóvel alugado sabe a dor de cabeça que uma locação malfeita pode causar. "O bom inquilino não tem preço, é ouro puro." Isso mesmo, se você tem um bom inquilino valorize-o, nem o proprietário nem o inquilino gostam de ficar alugando e procurando imóveis de meses em meses.


Dessa forma, é muito importante que antes de alugar um imóvel o proprietário adote cuidados mínimos para analisar o perfil do interessado na locação. Já li comentários de inquilinos em grupos de locação questionando a análise feita por alguns proprietários, dizendo que exigem um monte de “burocracia” para alugar um imóvel. Esquecem estes, contudo, que a locação de imóvel é um contrato, algo sério, que está vinculado ao patrimônio de uma pessoa, que muitas vezes se utiliza do aluguel recebido para seu próprio sustento. Totalmente compreensível, portanto, que queira saber mais informações sobre o futuro inquilino, a fim de analisar a viabilidade da locação. Não há nada de excessivo nesse sentido. Aliás qualquer negócio feito atualmente demanda uma certa cautela, o que beneficia inclusive ambas as partes, não só o proprietário.


Dito isso, elencamos 4 cuidados básicos a serem seguidos pelo proprietário antes de alugar seu imóvel: I – pedir para que o interessado, e seu fiador (no caso de a caução ser a fiança), lhe prestem informações sobre sua renda e informações de contato (endereço comercial, pessoas para contato como familiares); II – checar os dados, as referências e o crédito do interessado junto ao SERASA e ao SPC; III – pedir que o interessado, e seu fiador (no caso de a caução ser a fiança), forneçam cópia de seus documentos pessoais (RG, CPF, certidão de nascimento ou casamento, contracheque); IVnunca entregar as chaves do imóvel antes de checar todas as informações e ter o contrato assinado.


Todas as informações acima trarão melhores condições para analisar a viabilidade ou não da locação. Não tenha pressa, você certamente irá alugar seu imóvel, ainda mais em locais de forte demanda. O mais importante, não esqueça de fazer o contrato, procure um advogado de sua confiança para formular o devido contrato de locação, a falta de contrato traz insegurança para as partes, atrasando os procedimentos de cobrança e retomada do imóvel (já fiz um artigo falando sobre a validade da locação verbal e suas consequências, confira aqui), se necessário em eventual inadimplência dos aluguéis.


Os itens acima citados são apenas informações básicas que deveriam ser analisadas para se ter o mínimo cautela no momento da locação. A depender da complexidade do negócio, do tipo de locação (residencial ou não), e do valor do aluguel, o proprietário deve buscar uma orientação mais aprofundada do negócio por um especialista para analisar outras informações e garantias que podem ser solicitados antes de assinar o contrato.


Gostou do conteúdo? Encaminhe o texto para alguém que precisa saber disso. Se você ficou com alguma dúvida do conteúdo entre em contato para saber mais:




 

Por Diego Schmitz. Advogado inscrito na OAB/SC nº 47.266. Especialista em Direito e Negócios Imobiliários pela faculdade Cesusc. Atuante no direito civil, com ênfase no mercado imobiliário.

130 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Contate-nos

Obrigado pelo envio!